27 maio 2012

Oneshot Original - Scars

Hey, como estão? Bom, pra compensar toda a demora de capítulos novos de Betrayer e Respiro Me, vim postar a versão original daquela minha oneshot que ganhou o TwiContest ano passado, lembram? Espero que curtam, porque está bem emocionante *-*
E sobre as fanfics, já postei a data de atualização no Cronograma (:


Capítulo Único

Sinopse: Eles eram um casal como qualquer outro e tinham a felicidade em suas mãos, mas esta lhes foi arrancada por uma obra fatal do destino. Seria a dança - o motivo que sempre os uniu - o laço que a faria retornar à vida e, principalmente, fechar todas as suas cicatrizes?

Classificação: +16
Gêneros: Drama, Lemon, Romance, Songfic, Universo Alternativo.
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo.


Scars

            Saudades. Poderia haver sentimento pior? A dor me sufocava, me atraía, me manuseava. A dor em meu peito era tão forte, tão intensa... Era como um machucado aberto, ferido, sem qualquer possibilidade de cicatrização... Ou cura.
            Eu te amo. Quero que realize seus sonhos. Por você. Por mim.
            Por que aquelas palavras me machucavam tanto? Por que eu ainda sofria daquela forma? Por que eu não conseguia fazer o que ele pediu?
            Senti outra lágrima deslizar pela minha pele, caindo exatamente em cima das últimas palavras escritas naquela carta: E dance. Um soluço alto invadiu minha garganta, e eu somente joguei o papel longe, gritando de raiva, de ódio, de fúria... De dor.
            Por que ele tinha que me deixar? Inferno! Por que ele pedia pra que eu seguisse em frente sem ele? Eu não suportaria... Doía demais sequer pensar... Sequer lembrar de nossas danças, nossos passos... Seus olhos verdes cravados nos meus enquanto movíamos nossos corpos ao ritmo do tango, da salsa, do mambo, ou simplesmente ao som de uma canção qualquer como Clair de Lune, sua preferida. Nossa preferida.
            Sempre tão hipnotizante, tão sedutor, tão romântico. Tão meu...
            Fechei meus olhos, enxugando as lágrimas já secas que ardiam em meus olhos. Abracei meus joelhos e na penumbra daquele cômodo, à meia noite, suspirei fundo, lembrando-me de sua aveludada voz sussurrando meu nome com prazer...
            Anya...
            Meus pelos se eriçaram – era como se ele estivesse ali, ao meu lado –, e a enorme casa pareceu ainda maior e fria... Eu sentia tanto a falta dele... Do meu Ethan.
           
            – Anya, amor... – Sua voz me fez sobressaltar e errar a sequência da coreografia de balé, embora eu não pudesse ignorar as deliciosas borboletas em meu estômago somente ao ouvi-lo.
Girei meu corpo em sua direção, sorrindo ao encontrar os jades raros cravejados em suas íris. Seus olhos eram abrasadores e sorridentes, e brilhavam como os sutis raios do pôr do sol que adentravam as enormes janelas de vidro do estúdio de dança. Mas meu olhar levemente frustrado não passou despercebido por Ethan.
 
Template feito por Nathália Almeida, exclusivo para disponibilização no Single Themes. Não retire os créditos!